4 músicas que eu ainda sei cantar

Sabe aquelas músicas que você ouve o tempo todo em determinada época da sua vida? Claro que sabe. Tendo nascido em 1991 (e muito apaixonada por música), resolvi trazer algumas músicas que eu ouvia e não entendia o significado. Hoje eu entendo, além de nunca ter esquecido as letras.

E só pra constar: claro que eu estou ouvindo cada uma das músicas. E cantando. TE AMO, MÃE, NÃO ME ODEIA.

1. Adrienne – The Calling

Tenho uma história muito homérica envolvendo The Calling e eles ainda são responsáveis por uma das melhores músicas que eu já ouvi na vida. Mas Adrienne foi a música que me fez prestar atenção REAL a eles – levou ao fanatismo maluco.

2. Don’t Stop Dancing – Creed

Creed difundiu o conceito de cafuçu uó no mundo, clipes completamente bizarros e músicas ruins em Malhação. Period.

3. História de verão – Forfun

As duas versões, por favor.

4. Se essas paredes falassem – Dance of Days

Sempre achei DOD DEMAIS até pra mim. Nenê Altro nunca desceu. Nunquinha da Silva. Mas gostava dessa música. Exagerada, metida a merda, mas gostava. E canto mesmo e sou feliz assim.

E ai, quais as músicas velhas/toscas que vocês ainda sabem cantar?

Anúncios

Músicas de mudança.

Sempre fui viciada em listas. É tipo um prazer aleatório. Listas de todas as coisas que você pode imaginar: atores, filmes, desenhos, objetos, exposições, artistas, molduras (hehe), cores.

E ultimamente eu tenho passado por grandes mudanças (físicas, mentais, espaciais). E elas foram acompanhadas de músicas legais (ou não). Músicas animadas ou não. Mas músicas que fazem sentido. E resolvi fazer um top 5 dessas músicas.

1. W Mr. Big – Wild World

Toda mudança vem acompanhada de uma despedida. Nem que seja se despedir do que a gente era antes. Do que incomodava. Nem sempre é fácil – eu sei, mesmo. Por isso, a primeira música é assim. Triste mesmo. Um pouco assustada. Música de medroso. Música de quem não quer dar o primeiro passo… mas precisa.
Vale a pena ouvir as mil versões dessa música, mas minha favorita é essa do Mr. Big (anos 80 <3). Ou a eternizada pela dupla Pepê e Neném (hahaha).

Oooh, baby, baby, it’s a wild world, it’s hard to get by just upon a smile

2. Gram – Você pode ir na janela.

Ou a música conhecida pelo ‘clipe do gatinho’. Ou a música que faz você querer cortar os pulsos. Mas se você reparar direitinho na letra…

Se não vai
Não desvie a minha estrela
Não desloque a linha reta

Mudanças. Ou as coisas que ficam tentando impedir a gente de mudar mesmo. As pedras do caminho, os cones de estacionamento. Tudo que tenta fazer a gente desviar o tempo todo. Por isso que eu gosto dessa música. As coisas podem e vão mudar. E mesmo que o gatinho morra no final… bem, eu acredito em reencarnação.

3. Kelly Clarkson – Stronger

Gente, uma música com esse titulo tinha que estar aqui. TINHA. E cantada por uma mulher, ainda mais. Por que só funciona assim. Essa música é para – usando o termo bipolar/psiquiátrico da bagaça – os momentos de ‘mania’ (procurem no google). Antes de sair de casa, pra ir pra noite, usando aquele vestido lindo que você comprou.

Essa é a música para ouvir com a janela pra fora do carro, com o vento batendo no rosto. Ótima pra – depois da fossa – cantar bem alto e acordar os vizinhos.

What doesn’t kill you makes you stronger, stand a little taller, doesn’t mean I’m lonely when I’m alone

4. Gloria Gaynor – I will survive.

Seguindo a mesma linha da anterior. Essa nem precisa explicar demais, certo?

(mesmo sem assistir glee, eu sei que a versão de i will survive/survivor é MUITO boa e vale a pena ouvir!).

But then I spent so many nights, thinkin’ how you did me wrong; and I grew strong and I learned how to get along.

5 – Whitesnake – Here I go again.

Pronto. Curada? Preparado? Tá tudo nos trinques?

Agora é hora de começar de novo. Arrumar as bagunça. Pegar os pedaços. Colocar o que você viu e aprendeu em prática. Escolher os próximos passos, os próximos erros. E olha, nada melhor do que essa música. Ela pode se tornar seu despertador, seu toque de celular. Ouça diariamente. Pra lembrar de tudo o que passou e de tudo o que ainda vai te acontecer.

Ouvi e ouço tanto que é a primeira música mais ouvida no meu last.fm.

And here I go again on my own, going down the only road I’ve ever known
Like a drifter I was born to walk alone, but I’ve made up my mind, I ain’t wasting no more time

AND HERE I GO AGAIN.