2014 like a hurricane

Resolvi começar o ano de 2014 enganando a mim mesma pela minha falta de planos.

Eu tento, né?

Só tento mesmo, sou uma negação nessa coisa toda. Mas 2014 começou bem, como uma brisa geladinha da Serra Gaúcha. E lá, na Serra Gaúcha, fiz a alegria de muitas inimigas e comi que nem uma porca. Rá. Mas comer é abrir um pouco os olhos pra o mundo ao redor e meu coração sente sua falta, polenta.

No mais, daqui a pouco chega o meu aniversário, daqui a pouco chega Socchi, daqui a pouco o mundo gira mais uma vez e eu preciso tomar um remédio pra dor de cabeça.

Anúncios