Sobre amar (ou você podia )

Você podia ter dito a verdade. É. Aquela que dói feito faca, que machuca que nem bater o dedo mindinho na quina da cama.
Você podia ter tentado mais um pouco. Não ia ser fácil porque nunca é fácil mesmo. Não foi no inicio, não ia ser agora.
Você podia ter vomitado. É, vomitado todas as palavras, tirado todas elas da garganta. Até as mais cruéis. Eu ia ouvir. Eu ouviria qualquer coisa vindo de você.
Você podia ter esperado. Mais um pouco, só mais um pouco. Eu não tiraria nada de você se você não quisesse.
Você podia ter feito tanta coisa.

Você podia não ter me amado. Principalmente porque foi correspondido. E porque eu não sei o que fazer agora.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s