Festival da Bagunça pós-RJ

Toda vez que eu volto de viagem, é a mesma coisa.

Vou jogando coisas pelo quarto, pensando e repensando o que vai pra máquina de lavar (acabo colocando tudo, no fim das contas), no que é presente, no que eu usei, no que eu nem sei como foi parar na mala.

A bagunça faz parte de mim. Parte tão forte que os quartos sempre ficam mais limpos quando eu vou embora.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s