sem mais nem por quê

“Clarice sabia: amar é verbo sem passado. Uma vez tendo amado nunca mais se deixa de amar. Com uma inesperada segurança ela repetiu: que não existe o ter amado nem o ter vivido. Amar e viver são verbos sem pretérito.”

Mia Couto

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s