well-come.

Eu, muitas vezes, me surpreendo comigo mesma. Me surpreendo como eu consigo ‘apagar’ algumas coisas rapidamente, para não sofrer. E como eu consigo me acostumar com a falta.
Voltei a abrir aquela pasta de fotos com o nome de determinado país. Voltei a folhear meu album, voltei a abrir aquela caixa de papeis, notas fiscais, mapas, passagens de ônibus, telefones, etiquetas.

Acabei percebendo que, a maior saudade, eu não vou ver, nem sentir. Vou apenas saber que ela existe.

 (postado no old365dias, em 14 de agosto de 2009)
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s