tiny dancer

As vezes a gente acorda com vontade de se apaixonar.

Mesmo dois anos de namoro (recém completados, parabéns para mim), as vezes, eu sinto falta do momento que se olha para uma pessoa e não imagina que, daqui à algum tempo, eu vou sonhar com ela. Talvez nós ficaremos juntos, talvez eu passe minhas noites ouvindo Pearl Jam para tentar esquece-la.
Eu sinto saudade da fossa, do sonho e do gostinho de coisas novas.

Mas eu olho para o meu ‘velho’ namorado. Chego à conclusão que eu não preciso de nada novo.
Namorar é como uma televisão. Se ficar velha, dá pra consertar. Mas se não dá… Hora de comprar uma nova.
Aliás, de certo modo, amar em geral é como uma TV. Com ou sem ironias.

Tenho o doce prazer de dizer que amo quem eu tenho. Assim como tenho o doce prazer de ver How I Met Your Mother durante os fins de semana enquanto sonho com batata frita.

Amar é, na verdade, viver.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s