solo mio

Pegar ônibus é uma arte. Sério.

Você sobe aquelas escadinhas, atravessa um portal e pagar (no meu caso) 3,40. E um enorme corredor de pessoas, cadeiras, janelas.

No extremo canto, uma cadeira sozinha. Raramente, sozinha de verdade. Apesar da falta de janela, do calor, de ser o primeiro lugar onde as pessoas vão se ‘entocar’ quando o ônibus começar a ficar realmente cheio, eu amo a cadeira solitária. Amo não compartilhar meu sofrimento, cheiro e agonia dentro de um ônibus. Amo ficar distante, ouvindo anberlin em auto e bom som. Amo o não toque de ombros, pés, joelhos e cotovelos; a divisão de sacolas, mochilas que ocupam muito espaço, pessoas que ocupam muito espaço, espaço que ocupa muito espaço.

Eu gosto da minha solidão indo para o estágio ou indo para a UFPE. Afinal, minha alergia não atura os outros. Nem eu.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s